1000k

Fala galera !!! Queria compartilhar uma alegria imensa que alcancei ontem no fim do dia .
Como disse no primeiro post sou do tipo atleta que começou a vida da corrida para perder peso. E ontem, após 1 ano e 8 meses de certo sacrifício e prazer completei os primeiros 1000km corridos, computados no meu app da Nike !!!
Esta satisfação foi completada justamente 1 semana após sofrer uma virose que não me permitiu treinar por 10 dias. E o treino de ontem também foi especial porque corri 15 km para 1:40:00, ou pace de 6:40 (9km/h), meu melhor tempo pra distancia. Pra muitos foi horrível , mas pra mim, como disse, foi especial ! Já corri distância maior, porém esta me fez lembrar a prova da corrida de São Silvestre, meu objetivo principal em 2012. Neste 1 ano e 8 meses consegui perder 20kg de gordura (ou 15 kg de peso na balança), mas principalmente melhorei minha saúde . Quero mais , e vou conseguir, e espero alcançar em breve a marca de 2000k !
Vamos com tudo e abraço !!!!
Jean.

20140320-182900.jpg

Anúncios

Circuito das Estações 2014 – Outono

Olá a todos!!

Neste domingo que passou, 09/03,  participamos do Circuito das Estações 2014 Outono, eu Carlo Marcello, corri ao lado de Rodrigo os 5km; enquanto o Fábio os 10 km.

Minhas impressões com relação ao evento foram excelentes. Iniciando pelo kit que teve como novidade uma lata bem bonita, aliás, o kit padrão consta de Camisa, uma Bolsa, uma lata estilosa, a medalha e uma toalha do evento dada também após a prova.

Kit do evento

Kit do evento

Com relação a estrutura de stands parceiros gostei, mas achei menor do que com relação ao último evento do ano passado (Circuito das Estações Adidas Verão 2013), onde patrocinadores tinham mais stands com promoções variadas aos participantes. Mas tudo foi organizado.

Visão geral dos competidores e infra do evento

Visão geral dos competidores e infra do evento

Pessoalmente tenho ainda algumas outras impressões ao evento, pois a empresa que trabalho é patrocinadora e temos um grande stand, com mesas de frutas, bolos, sanduíches, isotônicos e sucos após a corrida, além de massagem, local para guardar pertences e banheiros privativos; uma infra bem legal.

Peguei no stand também da empresa o número e chip, logo não posso falar 100% como foi a do evento, mas não vi problema algum que necessite ser citado.

Com relação ao principal e o objetivo final do evento, a corrida, estou muito satisfeito com o resultado.

O que é inevitável é a confusão de pessoas no momento da largada isso sempre atrapalha e não tem jeito para nós amadores.

Momentos antes da largada

Momentos antes da largada

Pois bem com relação a prova, eu do nosso grupo sou o mais amador, iniciante e havia traçado inicialmente apenas a meta de completar a prova bem. No entanto, conversando com o Rodrigo (ou Rocha) traçamos correr no passo de 6 min/km, o que pra mim seria uma novidade ao qual não tinha certeza se conseguiria.

Eu e Rodrigo antes da prova

Eu e Rodrigo antes da prova

Então partimos e após a tal confusão da largada “corremos atrás” dos tais 6min/km, e isso foi sendo alcançado até que nos 3.7km achei melhor diminuir o ritmo, pois como disse não estava acostumado, meu batimento cardíaco estava bem alto e vi que estava me cansando em excesso. Sendo assim, falei com o Rodrigo, Rocha, enfim, que continuasse a prova no ritmo dele e eu no meu, diminui então a velocidade chegando por uns instantes até 7min/km e apertei novamente nos metros finais.

dando aquele gás

dando aquele gás

Resultado final, completei em 31’57’’ média de 6,23 min/km. Pra mim foi muito bom, melhorei meu tempo em relação aos treinos e minhas perspectivas são excelentes.

Muito bom também foi reencontrar meus amigos, afinal a amizade é de anos…

20140309_093107

Pódio ao fundo

Pódio ao fundo

 

Bom pessoal, para um Engenheiro já escrevi demais,

abraço a todos!

Iniciando os trabalhos

Boa noite galera ! Inicio hoje minha colaboração mais ativa ao nosso blog de corridas e coisas afins. E você me pergunta: – Mas logo no carnaval? Pois é, quem é pai ou mãe de criança de 2 anos sabe que o carnaval se resume a bloquinhos infantis. E lá fui pra esta maratona ( afinal somos corredores). Sem esquecer dos treinos, descansos, alimentação e família.

Diferente do meu amigo Fábio , que considero profissional entre os amadores , eu me incluo no tipo de atleta (pessoa que pratica algum esporte com habitualidade, sem necessidade de viver do esporte) que quando adolescente até uns 23 anos era atleta da natação e que depois de casado virou barrigudo.

Pois bem, meu papel aqui, inicialmente, é passar a visão da pessoa que nos últimos anos brigou com a balança e que encontrou na corrida um modo de vida saudável e que tem muito prazer em dizer que é possível alcançar seus objetivos mesmo partindo do zero.

Minha participação hoje será curta, mas prometo que buscarei unir assuntos atuais com a corrida nossa de cada dia.

Assim como o Fábio, estou me preparando para 21k da Asics no dia 06 de abril porém, num nível totalmente diferente do meu amigo.

Isto ficará para o próximo post.

Um abraço e bora correr ! 

O dia em que a Terra parou

É muito bom quando o treino impossível vira treino realizado (e amanhã, é quanto?)

Há pouco mais de um mês, em um encontro na praia, falo com meu irmão:

– Vitor, bora correr a Asics G4?

– Tá maluco? IMPOSSÍVEL!

Pois bem. Nesse dia passamos a conversar mais sobre corrida, treinos, o que dá ou não para fazer. Desse dia em diante, ele passou a correr regularmente, alternando orla e esteira. Cada vez que terminava um treino, mandava pra mim o resumo do dia. Eu sempre procurei passar palavras de incentivo, pois já sei como é essa fase inicial do corredor.

Quando parece que não dá, dá. Quando parece que o limite está próximo, de repente ele já ficou pra trás e um novo já foi estabelecido. O conceito de impossível muda a cada instante.

E então, ontem, a Terra parou para ver o antes impossível agora só mais uma corrida.

E após 14 km percorridos a incríveis 05:30 min/km de média, nós rimos na cara do treino impossível.

Ops, quero dizer, treino realizado (e amanhã, é quanto?).

Parabéns Vitor.

Vitor e Fábio

Selva!

Fonte: TripAdvisor

Fonte: TripAdvisor

Muito verde e muito quente. Assim é a Região Amazônica. E assim é a cidade de Manaus.
Passei essa semana aqui a trabalho e, como sempre, tive que me desdobrar para conseguir treinar. No meio de tantas reuniões e trabalho, consegui encaixar uma corridinha no início da noite.
Apesar da atmosfera característica da área (leia-se muito úmida), não tive problemas para deixar meus 5 km nessa terra. Me parece que essa lenda de que correr em Manaus é pior que em outros lugares não confere.
A cidade em si não ajuda muito. Só possui a orla de Ponta Negra como um bom lugar de treinos. Isso pode ser um problema se você está longe de lá (e Manaus não é pequena…) e ainda decide treinar no horário do rush. O trânsito é desproporcionalmente pesado em relação aos 2 milhões de manauaras que vivem aqui. Diante desse cenário corri na Base mesmo.
Mesmo sendo um treino leve, deu pra apreciar bem o verde que cerca. E sentir o calor da selva.

De Manaus.
Fábio

P.S. Uma homenagem aos meus irmãos manauaras Jean e Carlo. Abraço!

Planejamento é tudo

Imagem

Ontem foi um dia cheio. Acordei cedo, fui pra Base. Reuniões pela manhã, voos à tarde. Confraternização no final da tarde. Cheguei no hotel cansado. Quase esqueci que era dia de treino.

Como correr 9 km forte depois de tantos compromissos? Como correr com tantos compromissos? Como dividir um tempo já tão dividido? Realmente não é fácil.

Como todo mundo, a gente é amador. E amador primeiro trabalha e corre no tempo que sobra. Mas não dá pra fazer isso na orelhada. Tem que rolar um planejamento.

Quem vai viajar a trabalho tem que pensar antes de fazer a mala, separar suas roupas e tênis de corrida. Não quer lavar? Leve uma para cada dia e mais um de reserva. Não pode esquecer do frequencímetro. Não pode esquecer do mp3 nem do GPS.

Antes de sair da cidade, veja se seu hotel tem academia. Se não, veja se é próximo a alguma via apropriada à corrida. Planeje sua rotina. Pense se você vai correr antes ou depois dos seus compromissos. Prepare seus lanches. Ou não, escolha um local próximo para comprar.

Não deixe pra pensar nisso tudo na hora em que você vai correr, senão vai ficar difícil…

A propósito, ontem meu dia foi cheio, mas no final eu consegui fazer meus 9 km.

Treino em CG

Campo Grande, Cidade Morena. Faz mais de ano que não venho aqui na nostálgica cidade natal da Clarisse. Há 7 anos atrás tive a oportunidade de morar aqui. No entanto não existiam tantas ciclovias e áreas urbanizadas próprias para corrida.

E está aí que eu quero dizer: Campo Grande é uma ótima cidade para correr. A principal avenida, Afonso Pena, tem uma ciclovia no canteiro central que a acompanha de fora a fora. Após o término da avenida, a ciclovia continua até o aeroporto por um caminho e ainda abre outra em direção à novíssima Orla Morena. Mais de 10 km muito bem cuidados e sinalizados propiciando um treino diverso e seguro, mesmo nos cruzamentos.

Hoje, minha planilha chamou apenas 5 km leve. E com esse cenário em volta, ficou uma corrida mais leve ainda. Após 7 anos, a Cidade Morena ficou ainda melhor. Para morar e para correr.

Foto: CampoGrandeNews